sábado, 24 de março de 2012

Não, não é uma colônia de férias.

Acredito que muita gente entende o que se tem feito aqui nas Ilhas Marshall pelos missionários, mas, talvez por culpa nossa mesmo, pela falta de comunicação, e as vezes a falha tecnologia daqui, acho que algumas pessoas imaginam que os missionários aqui vivem numa colônia de férias. Rs...
Não culpo essas pessoas de jeito nenhum. Então esse post tem a obrigação de mostrar o que temos feito aqui, que por sinal, não passa nem perto de ser uma colônia de férias. Vou contar um pouco da minha experiência de como foi meu ano letivo aqui, rodeadas por crianças, beleza, risadas e problemas...muitos problemas, lágrimas e a nossa busca por força na única fonte que pode nos ajudar, Deus.

Como todos sabem, fui/sou professora da primeira série aqui na escola. O que pra muitos parece ser um conto de fadas e um trabalho "perfeito", tá bem longe de ser...rs. É um trabalho muito difícil e sacrificante, cansativo.
Meu dia começa as 6:30 da manhã, faço meu culto, me arrumo, tomo café...
Depois me dirijo para o AV Room (sala dos professores), onde temos o staff worship (culto com a equipe), que é feito por nós mesmos. Todos os dias é uma pessoa diferente que preparar um pequeno sermão de 5/10 minutos, cantamos e oramos. A escola começa as 8 hrs. Cada um vai pra sua sala pra começar sua aula. Eu trabalho com crianças de 6/7 e 8 anos. 25 crianças com vários problemas de carência, atenção, disciplina e abusos, físico, verbal e sexual. A questão é que vc não tem nenhuma experiência e é cobrado como se fosse professor por profissão e diploma. Pra mim, pessoalmente, o maior problema é a disciplina aqui que eles não tem em casa. Aqui as pessoas só tem filhos, a maioria deles não sabe direito nem quem são os pais, são sempre "criados" pelos avós, tios, parentes próximos. É uma realidade dura.
Bem, continuando... Dentro da sala de aula, vc é professor, pai, mãe, irmã, amiga, confidente... O que as vezes é extremamente cansativo, emocionalmente falando, levando em consideração que vc tá longe de casa e das pessoas que te dão amor.
Bom, fora isso, vc precisa lidar com eles desde as 8 da manhã até as 3 da tarde, ensinando todas as matérias (ciências, matemática, ler e escrever, estudos sociais e etc) com um intervalo de 45 minutos para almoço. Vc precisa se virar nos 30, literalmente, pois a escola é uma escola pobre, apesar de ser "particular". Então, eles não tem livros, como estamos acostumados em casa. Na verdade eu posso me considerar abençoada, porque consegui livros didáticos para todos os meus alunos. Então, pelo menos as aulas de inglês (ler e escrever) eles tem livros para acompanhar, pra fazer tarefa de casa e etc. Tirando o trabalho de todos os dias, as aulas e etc, temos pelo menos, uma vez a cada 2 meses, uma reunião de pais e mestres, que começa geralmente as 6 e meia. Sim, depois de um dia maluco de aula que acabou as 3, vc ainda tem que aguentar pais, que não entendem de absolutamente nada, nem dos próprios filhos, por mais 2 horas.

Também somos responsáveis por organizar o Picnic day, duas vezes por ano, onde temos que bolar jogos, comida e etc, para toda a escola. O picnic day tem como principal objetivo recolher dinheiro para os formandos. E outros projetos como Hands on the wall, semana de oração, musicais, programações, capelas e etc...

E também projetos especiais como o "Students awareness Program", que acontece uma vez por ano, por um mês. Todos os dias tratamos de um assunto diferente dentro da sala de aula. Assuntos relacionados com abusos sexual, verbal e físico. Depois de um mês, fazemos um tipo de semana de oração com vídeos e etc, também tratando sobre os mesmos assuntos. No final a conclusão é de que eles não estão sozinhos e que Deus os ama, não importa o que já tenha acontecido. Toda a programação, vídeos, palestras é feito pelos próprios professores, então, sim...também somos psicólogos. Rs.

Na igreja somos responsáveis pelos cultos de quarta, sexta e as vezes até o culto de sábado! Tomamos conta do louvor, mensagem musical, peças, escola sabatina, pregações e etc. Fora isso, nos sábados a tarde, não sempre, mas sempre que dá, fazemos trabalho missionário com a comunidade. Os meninos vão à prisão e as meninas vão nas ruas contar histórias da bíblia e cantar com as crianças e pessoas que fazem roda pra ver.

Fora igreja e escola, também temos nossa vida. Somos nós que lavamos nossa roupa, limpamos nossa casa, fazemos comida, preparamos os planos de aula, cuidamos dos cachorros (rs), sempre lidando com pessoas (staff - equipe) diferentes, as vezes incapazes e orgulhosas, o que torna as coisas um pouco mais difícil.

Mas, graças ao bom Deus, estamos num lugar lindo, onde podemos desfrutar a natureza todos os dias. Apesar do grande cansaço emocional e físico, de lidar com pessoas que as vezes são totalmente injustas com vc, quando vc espera que elas sejas bons cristãos, afinal de contas elas estão no campo missionário... De receber um salário de apenas 200 dólares por mês e está desprovido de muita coisa que o mundo considera "essencial"...Apesar de todos os problemas, vale a pena.
A sensação de vc chegar em casa sabendo que vc cumpriu seu dia ajudando a quem precisa e antecipando a vinda de Jesus, não tem dinheiro e situação confortável que pague.
Quando vc vê o sorriso das suas crianças, quando vc recebe aquele abraço que vc não tava esperando. Ou quando no final de um dia cansativo vc recebe um "Eu te amo, professora", vc acha forças pra continuar.

Deus nunca se esquece de nós, e apesar das inúmeras dificuldades que a escola e os missionários enfrentam, Ele é maravilhoso e sempre, SEMPRE nos concede incontáveis bençãos e um oceano MARAVILHOSO. =)

Aqui aprendemos a depender somente de Deus. É uma experiência incrível, e eu encorajo vc á ir. Talvez não pras Ilhas Marshall, mas se entregue a Deus, dê a Ele tudo o que vc tem, seu tempo, seu trabalho, sua vida... Ele vai lhe recompensar...e quando vc chegar no céu e ver em baixo da árvore da vida todas as suas crianças correndo pra te abraçar...Garanto pra vc, vc não vai se arrepender.

Aqui em baixo tem um vídeo que mostra um pouquinho do que eu escrevi aqui...
Espero que vc goste.
Que Deus nos abençoe. =)




video





Nenhum comentário:

Postar um comentário